OPA lançada por Isabel dos Santos visa “participação relevante mas minoritária” na brasileira Oi

oi--brasil-telecom

O porta-voz de Isabel dos Santos declarou à imprensa portuguesa que: “O objectivo final (da OPA sobre a PT SGPS) é a aquisição de uma participação relevante, mas minoritária e não de controlo, no capital da Oi, permitindo a manutenção da unidade do grupo PT reconhecendo e potenciando a capacidade tecnológica da empresa, ao mesmo tempo que é reforçada a capacidade da Oi num momento crítico das telecomunicações”.

Esta declaração reforça a mensagem transmitida na semana passada pela empresária angolana em defesa da manutenção da Portugal Telecom em mãos portuguesas e da salvaguarda do valor dos seus activos.

Recorde-se que no dia 5 de Novembro – através de comunicado emitido em conjunto por Isabel dos Santos e Paulo Azevedo da Sonae na qualidade de accionistas da ZOPT SGPS . fora já manifestada a vontade “De apresentar uma solução para a actual situação da Portugal Telecom, promovendo a defesa do interesse nacional”.

A somar a essa iniciativa, Isabel dos Santos lança agora – através da sua sociedade Terra Peregrin SGPS, – uma oferta pública geral e voluntária sobre a Portugal Telecom SGPS, oferecendo 1,35 euros por acção, no valor total de $1,5 biliões. A operação, sendo bem sucedida, permitirá à empresária ficar com os 25,6% que a PT, SGPS detém no capital da Oi. O valor oferecido por acção representa um prémio de 11% face à última cotação dos títulos da PT, SGPS.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s