“Em Angola não damos passos, damos saltos”

jump

O título deste post é uma afirmação de Miguel Reis, que veio para cá em 2007e é desde 2012 director criativo da TBWA Angola. E a frase sintetiza de forma exemplar o ritmo com que se trabalha aqui. Fez-me recordar um livro que li em Portugal ainda antes da mudança, intitulado “Trabalhar em Angola e onde o autor dizia que não deviamos vir para cá com espírito de facilitismo, mas sim aumentando ainda mais a exigência e a dedicação no trabalho. Vejo muitos a fazer isso mesmo e a colher os frutos da sua dedicação, em diversas empresas e projectos. Por mim, tudo farei para continuar a saltar. Bom fim de semana.

Link para o livro que mencionei, aqui.