Parabéns Angola

Já terminaram, ontem ao final do dia 11 de Novembro, as festividades de celebração da Independência da República Popular de Angola.

Tantas foram as festas nas suas diferentes vertentes que se tornou imposssível escolher este ou aquele concerto, esta ou aquela festa, numa celebração que, ainda para mais, comprovou que as redes sociais ultrapassam fronteiras e que Angola permanecerá sempre como Nação uma personagem colectiva que todos os dias demonstra como contribui para um Mundo melhor.

Em particular, no que respeita às Artes, Angola conquista espaço e protagonismo a nível global, recorrendo a linguagens e narrativas próprias não apenas na música, mas também na dança, na literatura, no teatro, no cinema…

Será hoje dificil escolher um músico que represente a ‘Angolanidade’, se é se que tal é possível. Não sendo, mais fácil é entrarmos numa “Máquina do Tempo” e repescarmos, há cerca de 40 anos, um músico cuja canção, voz e letra, conseguia irritar pessoa ditas Esquerda e outras de Direita, O músico chamava-se José (Zeca) Afonso e a música era esta:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s