Prazeres maiúsculos em Luanda

oondah

 

Só ainda não tive oportunidade para provar o sushi do Oon.dah, mas partilho com Isabel Pereira todas estas suas escolhas. É curioso estar aqui, em Luanda, aproveitando uma pausa para através das edições online dos jornais saber notícias de “casa”, e dar com esta partilha de emoções, porque é disso que se trata, também e acima de tudo quando sentimos este clima e olhamos para as pessoas com olhos de ver, quando o pôr do Sol nos deslumbra com a sua luz única de despedida até ao próximo dia, ou quando descontraímos em boa companhia no Mussulo.

Para mim, tudo isto são de certa forma emoções ainda novas. Mas pelos vistos, lendo que Isabel Moreira já vive em Luanda há quatro anos, quero crer que este deslumbramento não desaparecerá. Pelo contrário. Quanto ao Oon.dah (na foto), lá  irei muito em breve. E se alguém quiser partilhar as suas 5 (ou mais) coisas preferidas em Luanda, é só incluir na caixa de comentários. E não se esqueçam: “Façam o favor de ser felizes”.