Linha de crédito para Angola: Modo de usar

kwanzas1

O ‘Jornal de Negócios’ disponibiliza na sua edição de hoje um guia para a utilização da linha de crédito que será lançada na próxima semana e pretende apoiar as cerca de dez mil PME portuguesas que exportam e têm relações comerciais com Angola através de um total de 500 milhões de euros (cerca de 544 milhões de dólares). Esta linha estipula um máximo de 1,5 milhões de euros por empresa PME Líder e de um milhão para as restantes, verba essa a disponibilizar num empréstimo total ou repartida ao longo de um máximo de três pedidos.

De acordo com o jornal ‘Público’, as empresas com o estatuto PME Líder – atribuído pelo Estado através do Iapmei, em articulação com os bancos – não só “têm direito a um spread , a margem de lucro dos bancos, mais baixo (com o máximo de 2,25%), como são as única que podem pedir até 1,5 milhões de euros emprestados. Já as outras PME pagam um spread de 2,375% a 3,750% e só podem solicitar até um milhão de euros de crédito”.

Para se poderem candidatar ao crédito, as empresas têm de apresentar como garantia o valor a receber em kwanza, valor esse devidamente depositado numa instituição local e com autorização oficial de transferência.

A medida vai entrar em vigor numa altura em que as exportações portuguesas estão a sofrer os impactos em Angola da quebra do preço do petróleo. (Fontes: Jornal de Negócios e Público. Foto de Enric Vives-Rubio)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s