Angola substituiu o Brasil como destino das empresas portuguesas

aese

Angola substituiu o Brasil como destino principal para a actividade de negócio das empresas portuguesas. Esta foi a principal conclusão divulgada por um estudo apresentado em Lisboa pela AESE Business School na passada sexta-feira e coordenado pelo professor Adrián Caldart. De acordo com o referido estudo, noticiado pelo diário online ‘Observador’,  Angola foi considerada como mercado prioritário para 70% das empresas portuguesas em 2013, ultrapassando o Brasil como o país preferido para a internacionalização.

A África subsariana não lusófona foi indicada como região “altamente interessante” para 65% das empresas inquiridas. No entanto, registou-se uma queda da prioridade dada pelas empresas portuguesas a Moçambique.  Os critérios das empresas portuguesas na descolha de um destino para a internacionalização da sua actividade valorizaram a situação macroeconómica do mercado de destino, a sua dimensão e a existência de uma oportunidade de negócio.

Mais do que a internacionalização propriamente dita, as empresas portuguesas preferem entrar nos novos mercado através da exportação. Obviamente, em casos como Angola é determinante o estabelecimento de parcerias com empresas locais.

Citando o ‘Observador’: “O investimento angolano registou um fortíssimo crescimento em dez anos, multiplicando o seu valor por 35, mas o pico terá sido atingido em 2012, tendo desde então travado. Angola entra pela energia, banca e telecomunicações e as suas operações estendem-se a vários  setores estratégicos da economia como a comunicação social”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s