Angola recebe conferência internacional sobre agricultura familiar

Fao

Apenas duas semanas depois de ter sido noticiado que o Banco Mundial prossegue o seu investimento de 20 milhões de dólares (cerca de 2 mil milhões Kz) desde 2012 na implementação do projecto MOSAP-Projecto da Agricultura Familiar Orientado para o Mercado nas províncias do Bié, Huambo e Malanje, é anunciado que Angola acolherá no próximo mês de Novembro uma conferência internacional sobre a Agricultura familiar e o seu contributo para a Segurança Alimentar Sustentável, em parceria com a FAO.

A revelação foi feita na cidade italiana de Milão pelo embaixador Florêncio de Almeida, por ocasião da  apresentação pública do pavilhão de Angola na Expo Milano 2015. De acordo com citações recolhidas pelo jornal ‘Expansão‘, o diplomata angolano afirmou que o objectivo da conferência é o aumentar a visibilidade da agricultura familiar e dos pequenos agricultores, salientando que “A segurança alimentar é nos dias que correm a prioridade das prioridades do Executivo angolano, com vista à erradicação da fome e da pobreza”.

“É consenso geral que hoje o mundo produz alimentos suficientes para nutrir a população mundial. No entanto, apesar dos progressos socioeconómicos e tecnológicos alcançados, os esforços para a redução da fome no mundo e, sobretudo em África, têm se revelado insuficientes”, salientou Florêncio de Almeida, destacando ainda que no quadro do Programa Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, “A diversificação da economia angolana é presentemente o mais importante desafio que se coloca a Angola e ao seu desenvolvimento económico”.

Recorde-se que a FAO, a organização das Naçõs Unidas para a Alimentação e a Agricultura, homenageou Angola em 2013 atribuindo ao país um Diploma de Mérito, por ter alcançado a meta 1 dos Objectivos do Milénio ao reduzir para metade a proporção de pessoas sub-nutridas.

A participação angolana nesta Expo Milano 2015 segue-se à visita a Angola em Julho passado do primeiro ministro italiano, Matteo Renzi, visita essa que contribuiu para relançar a cooperação empresarial entre os dois paíises. O pavilhão angolano no certame tem um  aproximadamente 3000 m2 e assenta num conceito expositivo, informativo e interactivo, de acordo com os seus responsáveis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s