Chile e China reforçam cooperação com Angola

 michelle

No mesmo dia as notícias dão conta do interesse de dois países tão distintos quanto a China e o Chile em reforçar as suas relações comerciais com Angola. Em Luanda, a presidente do Chile Michelle Bachelet (na foto) afirmou esta terça-feira que existe um grande potencial para o intercâmbio de experiências e programas em praticamente todas as áreas da economia, sublinhando que Angola e o Chile procuram um modelo de desenvolvimento “integral e inclusivo, que assuma os valores da diversidade e proporcione uma maior qualidade de vida aos cidadãos dos dois países”. Uma convicção partilhada no seu discurso pelo presidente José Eduardo dos Santos.

Já no caso da China, o tema da cooperação com Angola esteve na base do encontro que decorreu também hoje em Luanda entre a secretária de Estado para a Cooperação, Ângela Bragança, e o responsável do Gabinete para Assuntos Chineses Ultramarinos do Conselho de Estado da China, Ren Qiliang.

De acordo com os dados divulgados, Angola e China têm um volume de negócios na ordem dos 37 mil milhões de dólares, sendo que as trocas comerciais, até Abril deste ano, atingiram cerca de sete mil milhões de dólares.

No encontro, para além da cooperação nas áreas da economia, sociedade e política, foi abordado o tema da comunidade chinesa em Angola, na sua maior parte trabalhadores no sector da construção civil.

Advertisement

Novela da TVI traz Rita Pereira a Angola

rita pereira

Dizem que está tudo ainda no segredo dos deuses mas, apesar disso, já são conhecidos os contornos de uma nova novela do canal português TVI a qual, para já, tem o nome de código “Projecto Angola”.

A novela tem no elenco caras conhecidas como Alexandra Lencastre e Rita Pereira (na foto, em Moçambique), que na história terá o papel de uma angolana “filha de mãe branca e pai negro, que se vai apaixonar por um homem branco. A história começa a desenrolar-se por aqui, sendo este um amor proibido por causa do preconceito”, revelou uma fonte do canal ao Diário de Notícias. Alexandra Lencastre, essa, fará o papel de “má” na novela.

Uma significativa parte dos episódios será gravada em Angola e mais de 50 por cento das personagens serão angolanas, mas os cenários ainda não foram divulgados, já que a rodagem em Luanda e noutros locais só terá início no final do ano.

Para já, o jornal avança que a novela, da autoria de Maria João Mira e do seu filho André Ramalho, “terá como temas principais a crise económica, o preconceito, a xenofobia e, claro, uma história de amor protagonizada por Rita Pereira”. Pedro Lima, Sílvia Rizzo, Nuno Homem de Sá, Catarina Matos e Leandro Pires são outros nomes dados já como certos no casting. 

 

Voz angolana do Gospel ganha prémio no Brasil

liothcassoma

Sempre gostei de música gospel. Confesso que não tanto pela dimensão religiosa em si, mas mais pela alma com que é cantada, a alegria tantas vezes contagiante e as vozes fantásticas que brilham – e são muitas – nesse estilo de música.

Um amigo aqui em Luanda que sabe deste meu gosto musical já anteriormente me tinha falado de Lioth Cassoma, mas só agora comprovei – através das músicas disponíveis no You Tube – a qualidade desta cantora angolana que acaba de receber em São Paulo o Troféu de Ouro 2014 como representante do continente africano neste festival.

Admiradora de Miguel Buila, com quem já fez um dueto, Lioth Cassoma é cristã evangélica e canta desde os sete anos de idade por influência dos seus pais. Espero que este prémio agora alcançado a ajude a gravar e lançar outro álbum na sequência do anterior “Especial” (na foto).   

Monte Velho sobrevoa Luanda

montevelho

A Herdade do Esporão já tem desde 1996 uma representação própria aqui em Angola, país onde as vendas da sua marca Monte Velho têm vindo a aumentar ao longo dos anos e é já o principal mercado de exportação deste vinho alentejano.

Agora, depois de ter convidado em 2013 o artista angolano Binelde Hyrcan para criar uma obra exclusiva que ilustrasse o rótulo do Esporão Reserva Tinto 2011, a marca optou por um outro tipo de campanha de marketing ao lançar nos ares o primeiro balão de ar quente licenciado com matrícula aeronáutica em Angola.

A ideia, para além de obviamente promover o Monte Velho, é a de levar os passageiros numa viagem que dê a conhecer as deslumbrantes paisagens do país de uma nova perspectiva, contribuindo para a promoção do turismo angolano.

O balão de ar quente Monte Velho já se tornou, segundo a empresa, uma atracção turística em Luanda e a intenção é que em breve o balão “mude de ares” e inicie uma viagem que atravesse as várias províncias do país.  

“África não quer esmolas” diz embaixador.

arcanjo

“África não quer esmolas, mas sim parcerias para fazer negócios com os EUA”. Foi com esta contundente clareza que o embaixador de Angola junto da União Africana, Arcanjo do Nascimento (na foto), se dirigiu aos jornalistas que fazem a cobertura da Cimeira EUA- África que começa amanhã em Washington.

Angola leva para esta cimeira a sua posição nas áreas da segurança e da paz, tendo Arcanjo do Nascimento salientado a existência de uma concertação entre os países africanos recentemente alcançada na cimeira de Malabo, que definiu as  posições a adoptar pelos mesmos e as prioridades para África na sua relação com os Estados Unidos.  

Ainda de acordo com o embaixador, o novo modelo de cooperação com os EUA deve ser vantajoso para ambas as partes, reciprocidade essa que não deve restringir-se às questões ligadas ao terrorismo e à paz e segurança, mas abranger também outros domínios numa altura em que o continente africano está em fase de expansão económica e integra as  economias com maior crescimento a nível mundial. 

BNA assume gestão do BESA sem necessidade de dinheiros públicos.

massano

Depois de o Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, ter anunciado oficialmente ontem à noite em Lisboa a separação do anterior BES em dois bancos; um ‘bad bank’ que se mantém com o nome BES, e outro com a designação de Novo Banco, foi a vez de o Governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, anunciar hoje a entrada do BNA no Banco Espírito Santo Angola (BESA), o qual faz agora parte do universo do referido ‘bad bank’, ou banco mau em bom português.

Aos jornalistas reunidos em conferência de imprensa, o responsável máximo pelo Banco Central angolano revelou que o BNA vai nomear administradores provisórios “que irão trabalhar directamente com a actual administração liderada por Rui Guerra”, como explica o Expansão.

O plano para o BESA elimina a garantia de 570 mil milhões Kz (5,7 mil milhões USD) dada pelo Estado angolano através do Tesouro Nacional pelo que, ainda de acordo com o Governador, não implicará nesta fase “a intervenção do Estado no capital social do banco ou o envolvimento de quaisquer fundos públicos”.

Assim sendo, é uma excelente notícia, para mais tendo em conta que foi dada ainda a salvaguarda adicional de que em nada são alteradas as relações existentes entre o BESA e os seus clientes, existindo toda a segurança quanto aos depósitos existentes na instituição a qual vai ser, desde já, alvo de uma reestruturação.

África é o continente com maior potencial energético até 2035

energy energia

Para a ‘The Economist Intelligence Unit’, África é o continente com um papel determinante para o futuro do planeta a nível energético.

Vale a pena olhar com atenção para esta infografia, a qual ao mesmo tempo que informa coloca algumas questões sobre o futuro da exploração de recursos naturais, como o petróleo e o gás. Em Angola e não só.